O educador britânico Daniel Shaw, 38, tem mais de mil contatos no Facebook. Certo dia, um primo perguntou se ele conhecia mesmo todas essas pessoas. A provocação foi o suficiente para Shaw se propor a encontrar pessoalmente 730 amigos da rede social – muitos deles conhecidos da vida offline.

imagens-do-facebook-de-daniel-shaw-mostram-alguns-de-seus-amigos-clicados-por-sua-mulher-1385665982461_615x300Além de querer mostrar que o primo está errado, o britânico também viu no desafio uma oportunidade de conversar cara a cara com essas pessoas e arrecadar dinheiro para portadores de uma doença neurológica grave.

“A ideia é conscientizar as pessoas e arrecadar dinheiro para o tratamento da doença do neurônio motor [enfermidade que afeta os neurônios responsáveis por atividades musculares, como fala e respiração]”, explicou Shaw por e-mail ao UOL Tecnologia. O padrasto de sua mulher morreu há dois anos com essa doença.

A decisão de encontrar 730 pessoas em um ano foi tomada por uma questão de bom senso, segundo ele. Por ter amigos em várias partes do mundo (inclusive no Japão e na Austrália), Shaw estabeleceu esse número, pois achou razoável encontrar pessoalmente, em média, duas pessoas ao dia. Toda a saga e a foto dos encontros são registradas em seu Facebook e no blog Meet730 (em inglês).

A tarefa, que começou em setembro, ainda está longe do fim. Por enquanto, ele encontrou 138 pessoas de Stoke-on Trent (sua cidade), Manchester e Birmingham em 90 dias. Dá uma média de 1,5 amigo por dia – retrospecto ruim, considerando que a ideia original eram dois amigos por dia. A campanha para arrecadar fundos está no site JustGiving e, por enquanto, conta com £ 650 (cerca de R$ 2.463). O objetivo do educador britânico é atingir £ 1.000 (R$ 3.789).

 

Via UOL

Compartilhar é se importar!

shares
Estamos aqui para ajudar!