fbpx

Estudo afirma: dois terços das interações entre amigos são virtuais.

Estudo comprova o que muitos, provavelmente, já imaginavam: a interação entre amigos se tornou majoritariamente virtual. Hoje em dia, dois terços das relações interpessoais acontecem via e-mails, SMS ou redes sociais, tornando encontros ao vivo e conversas telefônicas hábitos mais raros.

A pesquisa, encomendada pelo Docmail, constatou que um adulto realiza 65% da sua comunicação por meios eletrônicos. Eles enviam em média, todos os meses, 140 textos e 40 e-mails para colegas e familiares, além de interagir via Facebook 72 vezes. Aproximadamente metade do público estudado deixa de falar com seu melhor amigo por telefone por mais de um mês, mantendo o contato através de um fluxo interminável de mensagens eletrônicas.

Dave Broadway, um dos funcionários do Docmail, considera que “está claro que há uma forte dependência da comunicação digital e que, na maioria dos casos, isso agrega valor às amizades”. Além disso, ele também entende que “os resultados mostram que muitos de nós nos sentimos muito dependentes e isso está realmente mudando a dinâmica dos relacionamentos. Enquanto podemos estar em contato mais constante, o tempo que passamos a falar ao telefone ou até mesmo o esforço para o encontro cara a cara está em declínio.”

Quase dois terços dos 2.000 entrevistados consideram pessoas como amigas, mas interagem somente com elas por redes sociais ou textos. Ademais, um terço afirmou que não passa mais de uma hora sem conversar com alguém via Facebook, mensagens de chats instantâneos ou SMS. No entanto, dois terços consideram que a quantidade de trocas virtuais não aumenta suas amizades e percebem como os encontros cara a cara não são suficientes. De fato, 40% não tinham visto seu amigo mais próximo por mais de um mês.

No entanto, apesar dessa redução de um contato mais “real”, quando se trata de sentimento as vias tradicionais ainda são muito utilizadas, como envio de cartas e pacotes pelo correio. Nesse sentindo, Dave Broadway ressalta uma questão relevante: “O que é mais importante, a quantidade de informações ou a qualidade?. Os resultados mostram que, quando se trata de mostrar real significado ou exibir sentimento genuíno, ferramentas eletrônicas ou online não são adequadas”.

Isabella Pedreia / Tech Tudo

Precisa de um plano de hospedagem para seu site?