Transmissão 4K ao vivo pode começar em 2 anos, diz estudo

A consultoria britânica Futuresource publicou um estudo que relata quais os desafios que a indústria tem pela frente no que se refere à transmissão ao vivo de conteúdos UltraHD (4K). A previsão da empresa é que o mundo está, no mínimo, a dois anos de distância desse tipo de realidade.

Diversos fatores são apontados como grandes dificuldades, entre os quais as taxas de transmissão de dados (ainda insuficientes, segundo a empresa) e os preços muito altos. “A transmissão de conteúdo 4K tem uma clara implicação na indústria de compressão”, diz o relatório. “Mesmo que o novo High Efficiency Video Codec (HEVC) seja ratificado em janeiro, conforme programado, os requisitos para transmissões ao vivo estão, realisticamente, a uma distância de pelo menos dois anos”.

Por outro lado, os equipamentos começam a ganhar espaço, mesmo que ainda a preços exorbitantes. Os principais fabricantes asiáticos – entre eles Samsung, Toshiba, LG e Sony – saíram na frente com seus TVs 4K e já começam a distribuir os aparelhos pelo mundo (um modelo de 84 polegadas da LG já pode ser comprado no Brasil).

Quanto às transmissões, há algumas iniciativas no formato de protótipos que já ganharam corpo. Na Alemanha, por exemplo, uma operadora de TV paga por satélite afirmou que vai lançar, em 2013, um canal com transmissões 4K.

Fonte: Futuresource Consulting, via IPTV News Revista Home Theater

Precisa de um plano de hospedagem para seu site?