fbpx

Empresa financiada pelo Google tem dados do DNA de mais de 300 mil pessoas

A 23andMe, empresa que vende serviços de sequenciamento genético e que já recebeu cerca de US$ 10 milhões do Google, guarda dados dos genes de mais de 300 mil pessoas, segundo seu próprio site.

Aberta em 2006 pelas biólogas Anne Wojcicki –mulher do cofundador do Google Sergey Brin– e Linda Avey, a companhia oferece o “mapeamento” de genes por US$ 99. Em concorrentes, o serviço pode passar de US$ 1.000.

Quem contrata a empresa recebe, pelo correio, um recipiente para depositar sua saliva. Em seguida, envia-o de volta. Os resultados chegam em até seis semanas.

O exame promete, entre outras coisas, identificar a propensão do indivíduo a uma série de doenças ou até achar parentes desconhecidos pelo mundo.

Recentemente, o procedimento ganhou atenção da imprensa. A atriz Angelina Jolie anunciou ter retirado os seios depois de descobrir, por meio de um exame similar, que tinha grandes chances de desenvolver câncer de mama.

Quando o sistema de vigilância digital da Agência Nacional de Segurança dos EUA foi exposto, a 23andMe foi alvo da desconfiança de usuários do Twitter preocupados com a privacidade de seu patrimônio genético.

Questionada pela Folha, a empresa disse que só repassa dados com consentimento explícito dos clientes, “a não ser nos casos em que é obrigada por lei”.

 

Via Folha de S. Paulo

Precisa de um plano de hospedagem para seu site?