fbpx

Ransomware: o vírus que você deve temer

O Ransomware não é qualquer vírus ou malware, é uma praga virtual que deve ser evitada “a todo custo”, literalmente. Começo este artigo dizendo que o Ransomware ultrapassa todos os limites de acesso ao seu dispositivo: computador, celular, tablet etc., e vai diretamente a sua vida pessoal, sentimental e profissional, causando prejuízos muitas vezes irreparáveis.

 

vírus-que-criptografa-arquivos
O que são vírus?

Vírus de computador são programas criados para executar atividades específicas e nocivas. Isto quer dizer que estas atividades irão causar danos no computador infectado. Mas, estas pragas virtuais são melhor classificadas como MALWARE, que quer dizer código malicioso.

Vírus de computador (malware) são todos iguais?

Não. Para melhor entender este conceito, podemos fazer uma comparação aos “vírus biológicos”. Os vírus biológicos são parasitas que se “instalam no hospedeiro” (nós) e nos causa doenças. Portanto, do mesmo modo que existem muitos vírus que nos trazem doenças, por ex: o vírus da gripe, é um vírus que sofre mutação, por isso que as vacinas também precisam ser fabricadas para o novo vírus da gripe H1N1, vírus de computador segue o mesmo princípio, existem aos montes, milhares, alguns são “tão letais” quanto o Ransomware. A propósito, quando descobriram o primeiro Ransomware, ele foi apelidado de “AIDS”
Malware existem de vários tipos: Feios, Horrorosos, Terríveis e Mortais.
Seus tipos são: Vírus, Worm, Bot, Spyware, Backdoor, Cavalo de Tróia (trojan), Rootkit e Ransomware.

Não vou explicar aqui cada um deles, só um dos mais perigosos, o Ransomware.
Este malware infecta o seu dispositivo: computador, celular, tablet, etc., trava o acesso ao sistema inteiro ou somente a alguns arquivos, e cobra um resgate para devolver o acesso.

Como assim trava e pede resgate? Você só pode estar brincando…

Não é brincadeira, é literalmente isso. O que o Ransomware faz é criptografar seus arquivos, o atacante envia uma mensagem e pede um resgate para lhe devolver o acesso.

Criptografa? O que quer dizer?
A criptografia é basicamente é conjunto de regras que são usadas para codificar a informação. Sendo mais claro, trata-se de um método para esconder a informação, que embaralha os arquivos com um código, não permitindo que outra pessoa tenha acesso. Esta codificação, criptografia, é feita por um programa, que depois de concluído, para ter acesso novamente aos arquivos ou ao sistema inteiro, é preciso digitar um código secreto. Código este que só quem fez a criptografia possui e ninguém mais, ou seja, quem construiu o Ransomware.
Vale ressaltar que os arquivos que serão criptografados são escolhidos pelo atacante, ele irá procurar os arquivos que são mais importantes para você, e pedir um valor de resgate para lhe fornecer o código secreto de acesso.

Resumindo, seus arquivos serão literalmente sequestrados!

Imagine agora que neste pacote de arquivos que o Ransomware sequestrar estiver:

Suas fotos de família, fotos íntimas, vídeos particulares, documentos pessoais, dados bancários, documentos importantes, etc.

Documentos da empresa que trabalha, contatos, dados do sistema de clientes da empresa, de fornecedores, informações sigilosas e cruciais para a empresa continuar a funcionar, etc.
E nunca mais ter acesso a eles…

A Kaspersky, empresa líder em fabricação de antivírus e proteções contra malware, publicou no ano passado em seu site, 10 fatos que você deve saber sobre o Ransomware.

O Ransomware foi matéria de reportagem no Fantástico em Outubro de 2015. Conta casos de infecção desta praga no interior de São Paulo, em Goiânia e na prefeitura de Japorã no Mato Grosso do Sul. Assista.

O portal de notícias CanalTech, divulgou que o Brasil concentra 92% dos casos de infecções de Ransomware na América Látina.

E para se proteger ou não?
Lembre-se que são válidas tanto Computador, Tablet quanto para Celular !!!
– Instale um bom antivírus, de preferência PAGO. A grande maioria deles custam R$100 ou menos ao ano. Veja um exemplo de proteção da Kaspersky com licença para vários dispositivos. Vale o investimento!

– Não clique em: e-mails de desconhecidos, links estranhos, propagandas com promoções de produtos com preços muito baixos, mensagens com links estranhos de Facebook e WhatsApp, mesmo que sejam de conhecidos, pergunte primeiro sobre a mensagem. Existem malwares que são transmitidos através destas ações e automaticamente dispara mensagens e e-mails para infectar sua lista de contados. A pessoa que te envia uma mensagem ou link com vírus, nem sabe que já está infectada.

– Faça backups regulares de seus arquivos, e o mais importante: Não deixe o backup junto com os arquivos que você usa, guarde em local seguro.

– Felizmente, algumas empresas estão investindo em soluções para reparar os danos causados pelo Ransomware. É o caso da Kaspersky, neste mês lançou uma nova ferramenta para corrigir os efeitos desta praga.
Fonte

Precisa de um plano de hospedagem para seu site?