fbpx
13maio, 2017
0Comentários

Ataque hacker já afeta 74 países em todo o mundo – fique atento

Diversos países no mundo, incluindo o Brasil, foram alvos de um ataque hacker nesta sexta-feira (12). De acordo com especialistas, a agressão hacker é, de certa forma, simples e praticamente obriga as empresas a pagarem o resgate.

Conhecido como Ransomware, o ataque busca travar o sistema dos computadores e instalar uma criptografia em todos os dados. Para que o dono da máquina possa acessá-los, é necessário fazer o pagamento de um resgate para que os hackers liberem uma ‘chave’ que libere os arquivos.

 

“É simples. O problema é que, a não ser que você consiga fazer a engenharia reversa, o que demoraria uns bons anos, ou ter um backup atualizado e procedimentos de recuperação de dados, não há outra solução que não seja pagar o resgate”, afirma Eduardo Batista, sócio da consultoria PWC.

Segundo alguns consultores, empresas brasileiras, inclusive, já teriam realizado o pagamento aos hackers, via bitcoins -as moedas virtuais.
Segundo a nota, o ataque indiscriminado aconteceu através de um sistema de propagação que utiliza uma vulnerabilidade detectada na Microsoft

Hackers: “Até o momento registramos 45 mil ataques (…) em 74 países. As cifras continuam aumentando inusitadamente”

Moscou – A empresa russa de segurança cibernética Kaspersky estimou nesta sexta-feira em mais de 45 mil o número de ataques cometidos por hackers usando vírus do tipo ransomware, que afetou infra-estruturas de 74 países.

“Até o momento registramos 45 mil ataques (…) em 74 países. As cifras continuam aumentando inusitadamente”, disse Costin Raiu, diretor da Equipe de Pesquisa e Análise Global da Kaspersky, no Twitter.

Raiu acrescentou que a mensagem do ciberataque, que afetou países como Espanha, Reino Unido, Turquia, Ucrânia e a própria Rússia, está escrita em romeno, mas não por um nativo.

A Kaspersky, que produz softwares de segurança cibernética, enviou à Agência Efe um comunicado no qual diz que identificou o rootkit utilizado para efetuar o ciberataque (MEM:Trojan.Win.64.EquationDrug.gen).

Segundo a nota, o ataque indiscriminado aconteceu através de um sistema de propagação que utiliza uma vulnerabilidade detectada na Microsoft.

O comunicado destaca que os hackers exigem como recompensa US$ 600 em bitcoins.

“O maior número de tentativas de ataque foi detectado na Rússia”, destacou a fonte.

 

 

Fontes: Veja e Exame

Precisa de um plano de hospedagem para seu site?