24nov, 2017
0Comentários

Diferenças de KVM e OpenVZ para virtualização

O que é Virtualização?

Virtualização é basicamente a forma de particionar recursos de hardware de um servidor ou computador físico em várias outras máquinas virtuais.

Virtualização, é a técnica de separar aplicação e sistema operacional dos componentes físicos. Por exemplo, uma máquina virtual possui aplicação e sistema operacional como um servidor físico, mas estes não estão vinculados ao software e pode ser disponibilizado onde for mais conveniente. Uma aplicação deve ser executada em um sistema operacional em um determinado software. Com virtualização de aplicação ou apresentação, estas aplicações podem rodar em um servidor ou ambiente centralizado e ser deportada para outros sistemas operacionais e hardwares

fonte: wikipedia

O que é Virtualização em OpenVZ?

OpenVZ (Open Virtuozzo) é uma tecnologia de virtualização de nível de sistema operacional baseada no kernel e no sistema operacional do Linux. Ele permite que um servidor físico execute múltiplas instâncias de sistema operacional, conhecidas como recipientes (containers), servidores virtuais privados (VPS – virtual private servers) ou ambientes virtuais (AV – virtual environments – VEs). É similar ao FreeBSD jail e ao Solaris Containers.[1].

fonte: wikipedia

A virtualização em OpenVZ
O openVZ  permite a criação de várias máquinas separando-as em containers, onde o gestor do Servidor Virtualizado poderá alocar recursos além do que a máquina física possui, tais como Memória RAM e Espaço em Disco.
Outra questão importante é que o kernel do servidor físico seria o mesmo para todas as máquinas virtuais criadas dentro dele e todos os recursos entre as máquinas seria compartilhados. Ex: se um usuário de uma máquina VPS descompacta-se um arquivo muito grande e usasse muitos recursos nesta descompactação, todas as máquinas dentro do servidor virtualizado sofreriam com perda no desempenho. Essa seria uma das desvantagem de se usar o OpenVZ.

O que é Virtualização em KVM?

Máquina Virtual baseada em Núcleo (em inglês: Kernel-based Virtual Machine (KVM), é uma infraestrutura de virtualização, integrada ao Linux. Atualmente a KVM suporta virtualização nativa usando Intel VT ou AMD-V. Suporte limitado a para virtualização também está disponível para hóspedes Linux e Microsoft Windows na forma de um driver de rede para virtual,[1] um driver de dispositivo de entrada/saída (disco),[2] um driver recipiente para afetar a operação do gerenciador de memória virtual do hóspede,[3] e otimizações de processamento para hóspedes Linux.
Atualmente transportes para as arquiteturas s390,[4] PowerPC,[5] and IA64 estão sendo desenvolvidos. A primeira versão da KVM foi incluída no Linux 2.6.20 (fevereiro de 2007).[6] Também foi transportada para o FreeBSD como um módulo de núcleo carregável.[7]

fonte wikipedia

A virtualização em KVM
Por outro lado a Virtualização em KVM permite a criação de cada máquina VPS em um ambiente totalmente isolado, sendo que cada máquina VPS, terá seu próprio Kernel podendo trabalhar assim com vários tipos de sistemas operacionais isolados dentro de um mesmo Servidor Dedicado. Uma vantagem deste método, é que os recursos de cada máquina virtualizada não é afetado pelas demais e o desempenho se torna muito maior em comparação ao OpenVZ. Em nossos Servidores VPS disponibilizamos a tecnologia de KVM justamente pelo ganho dos recursos e utilização de vários tipos de sistemas operacionais, como eles trabalham isolados isso gera uma segurança muito maior com relação ao OpenVZ.

Desempenho e Isolamento
Como mencionamos acima, o desempenho no KVM é muito maior, uma vez que cada recurso é isolado das demais máquinas virtuais, essa vantagem permite criar um ambiente mais estável e seguro dos recursos disponibilizados em cada cliente VPS.

Overselling
Overselling é um recurso muito utilizados pelas empresas atuais de Hosting em uso de Máquinas Virtuais, onde permite a alocação de recursos como Memoria RAM e espaço em disco muito além do real disponibilizado fisicamente pelo Servidor. No método Overselling, que é o padrão de uso do OpenVZ é possível a alocação, aumento e diminuição dos recursos da máquina VPS de forma dinâmica. Sem dúvida é um excelente recurso, pois permite colocar em um servidor físico, muito mais máquinas VPS do que ele aguentaria, gerando assim uma maior economia em termos monetários para o gestor, porém o preço a se pagar por isso seria que ele afeta drasticamente o desempenho do servidor físico e consequentemente afeta todas as máquinas vps virtualizadas dentro dele.

Conclusão
Não existe um certo ou errado em termos de virtualização, apenas a sua real necessidade, na Brasil Web Host utilizamos a tecnologia KVM devido os pontos que mencionamos acima e por que prezamos sempre pelo melhor desempenho em nossas máquinas VPS. Ficou com vontade de experimentar nossos VPS? Contrate hoje mesmo CLIQUE AQUI

 

Gostou deste artigo?
Então compartilhe agora mesmo com seus amigos.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisa de um plano de hospedagem para seu site?